domingo, 9 de Maio de 2010

Aprendizagem Não Associativa

APRENDIZAGEM NÃO ASSOCIATIVA

·         Aprendizagem por habituação

Habituação – consiste em aprender a não reagir a determinado estímulo; consiste em reconhecer, como familiares, e ignorar estímulos insignificantes que são monotonamente repetidos. (exemplo: os habitantes de uma cidade podem quase não reparar no ruído do tráfego dentro de casa, mas podem ser acordados pelo ruído dos grilos no campo).

Se reagíssemos a qualquer alteração do meio, a nossa vida seria um inferno. Da imensa quantidade de estímulos a que estamos sujeitos em cada momento, ignoramos a maior parte deles porque nos habituamos, não lhes dando, por isso, atenção. É então graças à habituação que conseguimos seleccionar do meio ambiente o que nos interessa, centrando a nossa atenção no que é essencial para nós.

·         Aprendizagem por sensitização

Enquanto, pela habituação, se aprendem as características de um estímulo sem importância ou benigno, pela sensitização, aprendem-se as propriedades de um estímulo ameaçador ou prejudicial.
Através da sensitização, os seres humanos e os outros animais aprendem a apurar os seus reflexos para se prepararem para a defesa ou para a fuga.


A habituação e a sensitização (formas mais simples de aprendizagem) são duas formas de aprendizagem não associativa porque o indivíduo aprende as características de um só tipo de estímulos.

1 comentários:

Anónimo disse...

O resumo está realmente bem feito!
Dá imenso jeito para estudar!
Bjs e parabens pelo trabalho que está extremamente bem conseguido!

Enviar um comentário